Érika Ender, artista panamenha e filha de uma brasileira, vai desfilar na vermelha e branca

Panamá e Brasil estarão reunidos no desfile de 2019 da Estácio de Sá através de um dos nomes mais celebrados e queridos da América Latina. Filha de uma brasileira e nascida no Panamá, Érika Ender aceitou o convite da primeira escola de samba do Brasil e vai ser destaque no desfile  que celebrará a fé e devoção do povo panamenho ao Cristo Negro de Portobelo. Símbolo pop, a cantautora coleciona vários Grammy, Billboard, entre outros. No Brasil, seu hit Despacito foi cantado por artistas de diferentes segmentos e Roberto Carlos se rendeu ao talento, carisma e beleza da artista. Atualmente, a estrela da música pop latina, tem o seu mais novo hit “Dónde” - dueto com o grupo cubano Gente de Zona - , incorporando a trilha sonora da novela das 19h da Rede Globo de Televisão, O Tempo Não Pára.

-  Sempre sonhei em fazer parte do Carnaval do Ri ode Janeiro, pelo que significa para o mundo e pelo amor que tenho pela minha segunda terra, o Brasil. O mais bonito de ter a honra de ser escolhida como destaque e Embaixadora Cultural desta legendária escola de samba que é a Estácio de Sá, é representar, neste famoso carnaval, de alcance mundial, a terra que me viu nascer, o meu Panamá. Obrigada, do fundo do coração por essa homenagem que fazem a minha terra e pela oportunidade de abraçar ambos países que moram no meu coração, num mesmo momento. Para mim significa muito, porque sou daqui e sou de lá... Eu sou Brasil e sou Panamá, disse Érika através de suas redes sociais.

Com compromissos intensos que envolvem shows e o júri do Grammy latino, Érika Ender não confirmou presença na festa que vai eleger o samba-enredo que vai lustrar o desfile do tema “A fé que emerge das águas” no dia 15 de setembro. No entanto, a artista, que estará no Brasil em novembro, já programou visita ao barracão e, também, aos ensaios que a escola realiza semanalmente na quadra.

Em 2019, a Estácio de Sá será a terceira escola de samba a desfilar no sábado de Carnaval, 02 de março, disputando o título da Série A organizada pela Lierj com enredo que homenageará o Panamá através de um de seus maiores símbolos: o Cristo Negro.

FacebookTwitterGoogle Bookmarks

ALAS COMERCIAIS

SIGA-NOS

HINO 2019

Érika Ender, artista panamenha e filha de uma brasileira, vai desfilar na vermelha e branca

Faça seu login

Quem está On line

Temos 190 visitantes e Nenhum membro online

Busca

Leão na Educação