Primeiro encontro acontecerá dia 10 de maio

Os 90 anos de história da primeira escola de samba do Brasil serão lembrados por aqueles que mais sabem de sua trajetória: sua gente. Pensando nisto, o Departamento Cultural do GRES Estácio de Sá promove, a partir do dia 10 de maio, uma série de encontros onde a proposta principal é reativar a memória dos estacianos.  As mesas redondas acontecerão uma vez por mês e contarão com a presença de figuras lendárias da agremiação. Já neste primeiro encontro, cujo tema será a história das escolas que deram origem ao Berço do Samba, nomes como Adilson Almeida, herdeiro de seu Bacural, um dos fundadores da Unidos de São Carlos e oriundo da Vê Se Pode, que recordará histórias fascinantes dos antigos desfiles.

O encontro terá início às 20h, é aberto ao público e um convite aos componentes, pesquisadores e sambistas interessados em saber um pouco mais sobre a história viva do samba e da Estácio de Sá.  A mediação será feita por Yuri Eiras, estudante de jornalismo e um dos integrantes do departamento cultural da vermelho e branco que, até agosto, terá inúmeras atividades para celebrar seus 90 anos de história.

A quadra da Estácio fica na avenida Salvador de Sá, 206 – Cidade Nova.

Serviço:  Roda de Conversas do Berço do Samba

Local: Quadra da Estácio de Sá

Data: 10 de maio, quarta-feira

Horário: 20h

Convidados: Adilson de Almeida, filho de Bacural. Oriundo da Vê Se Pode e fundador da Unidos de São Carlos.

                    Almir do Cantinho, filho de Nelson Sapo, oriundo da A Cada Ano Sae Melhor.

                     Eunice Soares, oriunda de A Cada Ano Sae Melhor e filha de Elza, baiana de A Cada Ano Sae Melhor.

 

Entrada : franca

FacebookTwitterGoogle Bookmarks

SIGA-NOS

Nossos Parceiros

Faça seu login

Quem está On line

Temos 23131 visitantes e Nenhum membro online

Busca

Leão na Educação